×

Renovação da sala do Pio Sodalício

A proposta de renovação da sala, realizada pelas arquitetas Adriane Cesa, Bianca Mattana e Roberta Fanton, constituiu em um novo estudo de distribuição do mobiliário.
Projeto Social

Projeto Social


Um dos mais nobres objetivos da arquitetura é melhorar a vida das pessoas. Pensando nisso, três arquitetas foram escolhidas para representar a Associação Sala de Arquitetos no projeto de renovação da sala do Pio Sodalício das Damas de Caridade de Caxias do Sul.
A proposta de renovação da sala, realizada pelas arquitetas Adriane Cesa, Bianca Mattana e Roberta Fanton, constituiu em um novo estudo de distribuição do mobiliário para aproveitar melhor os espaços, já que são bem reduzidos (2,30m x 3,35m), e também para dar um destaque especial para o vitrô que se encontra na parede oposta de quem entra na sala.
Também foi projetado um novo mobiliário, todo na cor branca, e instalado um painel com nichos, aproveitando a profundidade da parede onde havia uma janela. Neste painel foram colocados os livros e imagens sacras.
O papel de parede foi utilizado em duas faces e as outras paredes foram pintadas de uma cor escura, que também foi utilizada no teto. Como a sala possui um pé-direito alto, isso ajuda a diminuir essa sensação e garante mais aconchego ao espaço.

O Pio Sodalício das Damas de Caridade de Caxias do Sul
O Pio Sodalício carrega uma longa e importante trajetória na história de Caxias do Sul. Fundado em 1913, as damas inicialmente iam até as casas das pessoas para cuidar dos doentes. Porém, logo viram a necessidade de se construir um hospital que atendesse os mais necessitados, gerando assim o Hospital Nossa Senhora do Rosário de Pompéia, em 1920. Naquela época, as mulheres não eram educadas para participar de questões sociais e políticas e a criação de uma associação que saia às ruas para pedir dinheiro e cuidar de quem precisava foi um marco na cidade. E desde aquela época, elas nunca pararam.
Hoje as damas do Pio, presididas por Sandra Maria Paim Della Giustina Barp e Maria Alberti Cesa, confeccionam cerca de mil enxovais por mês, feitos por costureiras voluntárias. Também são responsáveis pela doação de materiais de higiene e fraldas e por levar conforto espiritual aos pacientes. O Pio dedica-se também aos funcionários do Hospital Pompéia, realizando mensalmente uma feira de roupas e calçados e atividades nos setores do Hospital.

Deixe um comentário

Obrigado pelo seu comentário, após a aprovação ele será publicado.